sábado, 31 de outubro de 2015

HOMEM-MÁQUINA (MARVEL COMICS)

O Homem-Máquina é um personagem ficcional das histórias em quadrinhos do Universo Marvel, publicadas pela Marvel Comics. Ele foi criado por Jack Kirby que o introduziu como o andróide X-51 na revista 2001: A Space Odyssey #8 (Julho de 1977).


Publicação

Em 1978 o X-51 apareceria em um título próprio, com Kirby produzindo as primeiras 9 (nove) edições. Nessa série o andróide fugia dos militares, escapando logo após a morte de seu criador. Depois de um intervalo de 9 meses, a revista foi relançada com o número 10 e ele recebeu o novo nome de Machine Man. Marv Wolfman (depois Tom DeFalco) e Steve Ditko foram os artistas encarregados, fazendo com que o andróide passasse a viver disfarçado entre os humanos. Desta vez o término ocorreu no número 19, de Fevereiro de 1980.
De outubro de 1984 a Janeiro de 1985, O Homem-Máquina foi o protagonista de uma mini-série de Tom DeFalco, desenhada por Herb Trimpe e Barry Windsor-Smith. A ação se passava num futuro cyberpunk datado de 2020, e tornou-se muito popular. Os personagens dessa época começaram a aparecer nas revistas Marvel, como Arno Stark, o mercenário Homem de Ferro de 2020. Homem Máquina e Homem de Ferro estiveram juntos na revista Iron Man Annual #11 (1990).

Origens (ficcional)

Criado pelo Dr. Able Stack, o Homem Máquina era um robô programado para pensar como um humano. Mesmo após a revelação pelo seu criador de que ele se tratava de uma máquina (então chamada de X-51), sua programação o fazia agir como um homem (numa clara referência às histórias de Pinóquio). Quando foi criado, havia vários protótipos semelhantes a ele, que deveriam ser usados pelo exército estadunidense. Porém, os temores do governo de que os andróides se descontrolassem, fizeram que com que a base fosse atacada por militares, e o Dr. Able morreu para que o X-51 pudesse se salvar.
Quando fugiu do exército, X-51 adotou o nome e o rosto de seu criador para se misturar a Humanidade. Perseguido pelo governo por meses, ele só foi perdoado após enfrentar o Hulk e se juntar aos Vingadores, aonde assumiu o alter-ego de Aaron Stack (nome de batismo que seu pai o havia dado). Ele chegou a ser capturado pela Shield, que queria usar sua tecnologia para criar um novo DeathLok. Após meses ao lado dos Vingadores, o Homem Máquina se afastou, procurando uma vida mais tranquila.
Ele foi ajudado pelo psiquiatra Peter Spaulding e pelo mecânico Gears Garvin. Como Aaron Stack, ele se tornou um vendedor de seguros, continuando a agir secretamente como o super-herói Homem-Máquina. Ele acabou se interessando por Jocasta, numa aventura com o Coisa, mas a andróide foi destruída por seu criador Ultron. Com a ajuda dos X-Men e de Douglock ele enfrentou o Caveira Vermelha.
O Homem-Máquina só reapareceu meses depois, quando Bastion foge da prisão em que estava sendo mantido após o fracasso da Operação: Tolerância Zero. Nessa aventura, o Homem Máquina é inadvertidamente capturado pelo Molde-Mestre que atuava conjuntamente com Bastion em segredo, que o transformou em um "Sentinela Supremo". Somente com a interferência de Cable, o Homem Máquina retoma o controle do próprio corpo, atacando seus captores e, aparentemente, causando a destruição de Bastion e do Sentinela Molde-Mestre.
O Homem-Máquina usa a energia solar, embora seja capacitado para usar fontes alternativas. Seus braços e pernas podem se esticar e seus dedos contém diferentes armas, como raios de frio ou elétricos. Usa discos antigravitacionais para lutar

Adaptações

O Homem-Máquina aparece no desenho animado do Homem-Aranha, Spider-Man Unlimited. Ali ele é um robô a serviço do Alto Evolucionário.

HOMEM MÁQUINA
Machineman.PNG
 Arte de Brandon Peterson.
Informações sobre a Publicação
PublicaçãoMarvel Comics
1ª Aparição2001: A Space Odyssey #8 (July 1977)
CriaçãoJack Kirby
Informações sobre a História
Nome CompletoAaron Stack
AfiliaçõesS.H.I.E.L.D.
Vingadores Secretos (Guerra Civil)
Próxima Onda
Vingadores
Vingadores da Costa Oeste
Heavy Metal
A.R.M.O.R.
 Operação: Tempestade do Relâmpago
 Antiga Ordem do Escudo
AliadosX-51, Senhor Máquina
Habilidades
  • Força Sobre-humana, Vigor, Durabilidade, Reflexos e Precisão
  • Braços Telescópicos e Pernas
  • Voo pelo uso de discos anti-Gravidade
  • Várias asas Instaladas



























domingo, 25 de outubro de 2015

MERA (DC COMICS)

Mera é uma rainha submarina imaginária que aparece nas histórias em quadrinhos publicadas pela DC Comics. Ela apareceu pela primeira vez em Aquaman # 11 (Setembro de 1963), e foi criado por Jack Miller e Nick Cardy. Mera ficou em 81 na lista do Guia do Comprador Comics "100 mulheres mais sexy em Quadrinhos".

História da Publicação

A Estréia de Mera foi em Aquaman # 11 foi definido o seu lugar de origem como a misteriosa "Dimensão do Aqua". No entanto, durante o crossover Brightest Day, Dimensão do Aqua foi revelado ser a colônia penal extradimensional conhecido formalmente como Xebel, um lugar de exílio por uma antiga facção de pessoas atlantes, banido juntamente com seus descendentes depois de uma das muitas guerras civis da submersa Atlântida.

Personagem fictício biografia

Mera é a ex-rainha da Dimension Aqua (Xebel), Rainha dos Atlantis, e esposa do super-herói da DC Comics Aquaman. Mera também tem uma irmã gêmea chamada Hila.
Em sua primeira aparição cronológica, Mera é mostrada fugindo do Leron criminal, que tomou o controle de seu reino, quando ela chega à Terra e encontra Aquaman e Aqualad, que prometem ajudá-la. Leron captura-os, aprisionando Aquaman e Mera  na Dimension Aqua. Ajudado pelo espírito da água conhecida como Quisp, Aquaman consegue libertar Mera e derrotar Leron. Mera abdica do trono de Xebel à rainha V'lana, e retorna a Atlantis para se casar com Aquaman. Logo depois, eles tiveram um filho chamado Arthur Curry, Jr., também conhecido como Aquababy.

Alguns anos mais tarde, Black Manta seqüestrou Aquababy e prendeu-o dentro de um tanque translúcido projetado para sufocá-lo. Desesperado para salvar seu filho Vulko envia Mera em uma cruzada ambiciosa para sua terra natal para encontrar um cientista Xebel que tem os componentes para um dispositivo especial de cura que poderia salvar seu filho. Quando ela chega, ela descobriu que seu reino foi tomado pelo Leron traidor, que tomou como refém Xebel lançando-o e os artefatos numa grande cova. Mera derrota Leron e seus monstros elementais, a fim de recuperar o dispositivo. Infelizmente, ela retorna ao Atlantis tarde, e encontra seu filho morto.

Embora a morte de seu filho criou um racha entre Aquaman e Mera, eles tentaram se mudar para uma cidade inundada na costa leste para começar uma nova vida juntos. Foi durante esse tempo que Aquaman reforma a Liga da Justiça, em Detroit. Tornando-se mais instável e triste, ela estava internada em um asilo na Atlântida. Pouco depois, uma força alienígena de água-viva gigante assumiu o controle da cidade. Durante a batalha de Aquaman para libertá-los, Mera escapa e ataca, culpando seus "genes fracos" pela morte de seu filho.

Enquanto se defendia, ele acidentalmente empurra-a em uma peça arrebitada de metal. Acreditando que estava morta, ele a tinha colocado dentro de um caixão e levado para o palácio real. No entanto, ela sobreviveu, devido à sua fisiologia alienígena. Levantando-se de seu caixão, ela lembra amargamente quão pouco ele (Aquaman) realmente sabia dela. Já não vendo qualquer razão para permanecer na Terra, Mera deixou Atlantis e voltou para dimensionar Aqua.

Origens reais
Em Brightest Day, a origem de Mera é revista com novas revelações, ampliando em cima de alguns elementos e excluindo outros como enganos e mentiras alimentados para Aquaman por Mera. Em vez de ser a Rainha da Dimension Aqua, Mera agora é a princesa mais velha de Xebel, uma colônia penal extradimensional esquecido por um antigo grupo de separatistas atlantes, banido por trás de um portal selado no Triângulo das Bermudas.

Treinada desde o nascimento, juntamente com sua irmã mais nova Siren, Mera foi enviada pelo rei de Xebel, incapaz de enviar mais de um soldado no tempo através de uma pequena fissura no espaço-tempo para o universo principal. Eles estavam para enfrentar o atual rei da Atlântida e matá-lo em retaliação pelo exílio de seu povo. No entanto, o tiro saiu pela culatra quando Mera verdadeiramente apaixonou-se por Arthur, escolhendo deliberadamente manter sua história como seu passado real para evitar atritos com ele.

No entanto, em várias ocasiões, como a morte de Aquababy, o ódio profundo de Mera pelos Atlantis e sua família real foi reanimado, provocando as crises de loucura aparente e excessos de raiva contra seu marido por sua "fraqueza". E também deu a entender que Black Manta tinha uma rixa de longa duração com o povo de Xebel. Apesar de Aquaman acreditar durante anos ter sido a causa da morte de Aquababy, Mera ainda acha que seu filho foi morto para se vingar de sua família de nascimento.

Durante uma das várias tentativas de fuga em massa do portal Triângulo das Bermudas, o povo de Xebel condenada a capturar e experiência em vários animais terrestres, incluindo o futuro Preto Manta. Durante estas experiências esgotante um jovem híbrido, filho de Black Manta e uma mulher sem nome, nasceu. Enquanto o pai de Mera quis experimentar sobre a criança, usando sua natureza híbrida para escapar da barreira, Mera teve pena de Kaldur'ahm e, adicionando um novo motivo de atrito entre ela e sua família de nascimento, seqüestrando Kaldur'ahm para dar-lhe a uma família de inquietação na superfície. Mera nunca conheceu Kaldur'ahm novamente por muitos anos, até que um Kaldur'ahm agora adolescente foi descoberto pelo exército Xebel, forçando Mera para retornar em seu auxílio.

Retorno da Rainha


Em 1990, Mera vai a dimensão infernal chamada "o Inferno," onde ela sofre uma lavagem cerebral por Thanatos, um velho inimigo de seu marido. O tempo passa de forma diferente no Netherworld e ela tem, aparentemente, um segundo filho, a quem ela se refere como apenas "AJ". AJ parece ter cerca de 8 a 10 anos de idade e não se sabe se seu pai é Aquaman ou Thanatos.
Eventualmente, Mera e AJ se libertam do controle de Thanatos, mas acham que eles não podem ficar na Terra devido ao envelhecimento acelerado de AJ. Mera e AJ novamente deixam a Terra para lugares desconhecidos. Mais tarde, Mera e AJ estão em Oceanid, um mundo de água que está sendo explorada por estrangeiros para seus recursos. Mera e AJ aliam-se com Aquaman para derrotar os alienígenas e Mera escolhe ficar com seu ex-marido em Atlantis, enquanto AJ fica para trás em Oceanid para agir como seu protetor e campeão, assumindo o papel de Aquaman.
Mera e Arthur, eventualmente, reconciliam, vivendo em Atlantis e continuando a ter aventuras juntos, incluindo uma viagem para skartaris, onde aliou-se com Travis Morgan, The Warlord. Eles parecem formar uma verdadeira família real, juntamente com Tempest (Garth de Shayeris) e sua esposa, Dolphin (ex-amante de Aquaman). Mera participa da entrega de Garth e o filho de Golfinho, Cerdian, durante este tempo de paz. Infelizmente, a felicidade da Aqua-família é interrompida devido aos eventos descritos em DC "Obsidian Age", Crise Infinita, e storylines "Um ano mais tarde".
Na sequência destes acontecimentos, Mera é mostrada liderando uma facção rebelde na reconstrução do Atlantis, que foi destruída pelo Espectro em Crise Infinita. Mera aparece com Aquaman (tendo sido transformado no Morador das profundezas durante a mini-série da DC III Guerra Mundial). Os membros da JLA visitam Atlantis para dar suas condolências e Mera não é referenciada em quadrinhos DC até que o "Prelude to Blackest Night" história em Titans # 15, onde é revelado que ela está de luto por Arthur. Esta história também revela que Dolphin e Cerdian morreu durante a destruição de Atlantis.